Fundação de Ciência e Tecnologia
Bem-Vindo!
31 de Março de 2020, 16:23
Siga-nosCientec RSSCientec no Twitter
Página Inicial  >  Notícias  >  Cientec apresenta trabalho de
Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social
Brasão Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Imprimir   Fechar
Notícias
Audiência Pública aconteceu na Assembleia Legislativa
Audiência Pública aconteceu na Assembleia Legislativa - Foto: Divulgação

Cientec apresenta trabalho de ensaios em arroz durante Audiência Pública na Assembleia Legislativa

Julio Cesar Endres (Dequim) e Ângela Pfingstag (Depali) participaram no dia 06 de junho de Audiência Pública, organizada pela Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa para debater “Os benefícios da utilização da Farinha de Arroz e seus coprodutos na alimentação humana”.

O gerente do Departamento de Química proferiu palestra, apresentando os laboratórios da Cientec aptos a realizar ensaio em produtos de cereais. Na ocasião foi debatida a metodologia de ensaio sensorial realizado em farinha de arroz, a pedido de Cooperativa do Setor.

A reunião foi proposta pelo deputado Gabriel Souza (PMDB), que é autor do projeto de lei que incluiu o arroz e derivados na merenda escolar, em tramitação no Parlamento gaúcho. “Temos consciência de que só criar uma lei não aumenta o consumo do produto. Precisamos também ativar a cadeia produtiva e estimular os estudos sobre o preparo deste alimento”, frisou o parlamentar na abertura do encontro.

Gabriel afirmou que a redução dos tributos que incidem sobre a farinha de arroz certamente deverá incentivar a produção. Atualmente, o ICMS sobre o produto é de 18%.

O Rio Grande do Sul responde por cerca de 60% da produção de arroz do Brasil. No entanto, apenas 12% do que produz é consumido pela população gaúcha. Enquanto em países da Ásia, o consumo gira em torno de 100 quilos por habitante ao ano, aqui fica na casa dos 40 quilos per capita por ano.

Por não conter glúten, proteína presente no trigo, cevada, centeio e aveia (por contaminação cruzada), a farinha de arroz é a principal alternativa para os portadores da doença celíaca. No entanto, conforme a nutricionista Ana Laura Guimarães não são apenas os celíacos que podem se beneficiar de uma dieta livre de glúten. “O glúten funciona como uma espécie de cola que gruda nas paredes do intestino. Estudos demonstram que o consumo do trigo está ligado ao aumento da obesidade da população e da hiperatividade infantil”, ressaltou a profissional, que defende a substituição da farinha de trigo pela de arroz na dieta da população.

Ana Laura apresentou estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), de 2001, que indicam que o consumo de um pão cacetinho ou de duas fatias de pão de forma por dia resultam no aumento de 3,5 centímetros de quadril, em média, ao final de um ano e no aumento da circunferência abdominal. O consumo do trigo é responsável ainda por problemas nas articulações, elevação dos casos da Síndrome de Resistência à Insulina, deficiência de cálcio e alergias.

O diretor comercial do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Tiago Sarmento Barata, considera que a falta de conhecimento sobre os benefícios e o custo do produto dificultam a ampliação do mercado de consumo. Para ele, a desoneração da farinha de arroz, a exemplo do que os estados do Nordeste fizeram com a farinha de mandioca, pode ser determinante para alavancar a produção e a utilização do produto pela população.

O presidente da Frente Parlamentar da Agricultura da Câmara dos Deputados, Alceu Moreira (PMDB), afirmou que incentivar o uso do produto é bom para a saúde humana e para o bolso do produtor. "Infelizmente, há produtores que quebram com os silos cheios. Agregar valor por meio da produção da farinha pode representar um ganho 60% maior do que a comercialização apenas do  arroz" contabilizou. A audiência contou com a participação de arrozeiros de diversos municípios gaúchos.

Publicação 13.06.2016 às 15:50
Fundação de Ciência e Tecnologia
Rua Washington Luiz, 675
Porto Alegre - RS. CEP: 90010-460
E-Mail: cientec@cientec.rs.gov.br - SEDE: +55 (51) 3287-2000 Fax: +55 (51) 3226-0207
CAMPUS: +55 (51) 3439-6300
Orçamento
Incubadora Sede
Incubadora Sede

Incubadora

O Departamento de Incubadoras e Extensão Tecnológica foi criado em resposta as políticas nacionais de estímulo à inovação com intuito de promover a aproximação e integração da CIENTEC, principal instituição pública de P&D do estado, com o setor produtivo local. A ele está vinculada a incubadora mult...
Acessar o hotsite
Expediente
Rua Washington Luiz, 675
Porto Alegre - RS. CEP: 90010-460
Horário de Atendimento
Sede: das 8:30 às 12:00 e das 13:30 às 17:00
Campus: das 9:00 às 12:00 e das 13:00 às 16:00
de segunda à sexta.
Contatos
E-mail: cientec@cientec.rs.gov.br
Fone:
SEDE: +55 (51) 3287-2000 Fax: +55 (51) 3226-0207
CAMPUS: +55 (51) 3439-6300
Desenvolvido pela PROCERGS