Fundação de Ciência e Tecnologia
Bem-Vindo!
31 de Março de 2020, 12:50
Siga-nosCientec RSSCientec no Twitter
Página Inicial  >  Notícias  >  Aumento do percentual de biodi
Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social
Brasão Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Imprimir   Fechar
Notícias
Programa de incentivo à produção do biodiesel foi criado pelo governo
Programa de incentivo à produção do biodiesel foi criado pelo governo - Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Aumento do percentual de biodiesel terá impacto positivo para o Estado

Governo deve anunciar nesta quarta-feira ampliação de 5% para 7% na mistura do diesel

Há muito sonhada – e pedida – pela indústria, a medida a ser confirmada nesta quarta-feira pelo Palácio do Planalto para aumentar o percentual de biodieseladicionado ao diesel tem no efeito moral seu principal impacto. Ao permitir o avanço de dois pontos percentuais, dos atuais 5% para 7% na mistura, a mensagem enviada pelo governo é que o assunto voltou a ser tratado como prioridade.

– O movimento coloca o biodiesel de volta à agenda do país. Para nós, esse é o ponto importante – avalia Erasmo Carlos Battistella, presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio).

No primeiro momento, o resultado deve aparecer na produção da matéria-prima. Ainda é cedo para prever nova onda de investimentos na indústria. Isso dependeria, entendem especialistas do setor, de avanço ainda maior do percentual. A Aprobio trabalha com uma proposta de se chegar a 15% em um período de 15 anos.

Criado em 2004 pelo próprio governo federal, o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel veio como uma forma de incentivar o desenvolvimento do setor. A eficiência da resposta foi maior do que a prevista.

A meta para se chegar ao percentual atual foi alcançada três anos antes do prazo. E desde então travou-se uma batalha para que esse limite fosse ampliado, sob pena de emperrar avanços.

Os gaúchos estão entre os grandes beneficiados em qualquer evolução a ser feita na produção do biodiesel, já que figura entre os gigantes da produção nacional do biocombustível, 2,91 bilhões de litros em 2013 no país.

Conforme dados de abril da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o Rio Grande do Sul tem nove usinas, com capacidade total autorizada de produção de 2,04 bilhões de litros por ano.

Mas, em 2013, encerrou com produção bem abaixo do potencial: 883 milhões de litros. Ou seja: há espaço a ser ocupado pelo biocombustível no Estado.

FONTE: Gisele Loeblein - ZH

Publicação 28.05.2014 às 10:23
Fundação de Ciência e Tecnologia
Rua Washington Luiz, 675
Porto Alegre - RS. CEP: 90010-460
E-Mail: cientec@cientec.rs.gov.br - SEDE: +55 (51) 3287-2000 Fax: +55 (51) 3226-0207
CAMPUS: +55 (51) 3439-6300
Orçamento
Incubadora Sede
Incubadora Sede

Incubadora

O Departamento de Incubadoras e Extensão Tecnológica foi criado em resposta as políticas nacionais de estímulo à inovação com intuito de promover a aproximação e integração da CIENTEC, principal instituição pública de P&D do estado, com o setor produtivo local. A ele está vinculada a incubadora mult...
Acessar o hotsite
Expediente
Rua Washington Luiz, 675
Porto Alegre - RS. CEP: 90010-460
Horário de Atendimento
Sede: das 8:30 às 12:00 e das 13:30 às 17:00
Campus: das 9:00 às 12:00 e das 13:00 às 16:00
de segunda à sexta.
Contatos
E-mail: cientec@cientec.rs.gov.br
Fone:
SEDE: +55 (51) 3287-2000 Fax: +55 (51) 3226-0207
CAMPUS: +55 (51) 3439-6300
Desenvolvido pela PROCERGS